Balanço foi divulgado nesta terça-feira (30).

Do total de novos óbitos, 17 são de pessoas acima de 60 anos.

Número de mortes por Covid-19 aumenta em Campinas Getty Images/BBC A Secretaria de Saúde de Campinas (SP) confirmou, nesta terça-feira (30), mais 21 mortes causadas pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas.

É o segundo maior número de óbitos computados em um dia, já que o recorde foi de 23 há uma semana.

A cidade passa a ter 317 vítimas.

O número de casos positivos da doença também subiu, chegando a 8.286. De acordo com a prefeitura, ainda há 579 casos em investigação, sendo 24 mortes.

Entre as novas vítimas, 17 tinham idades na faixa acima de 60 anos, e somente três não apresentavam doenças anteriores à Covid-19.

Homens são 18 e mulheres, 13. Veja o perfil de todas as vítimas da doença em Campinas Os novos óbitos não significam, necessariamente, que as infecções aconteceram de um dia para o outro, mas sim que foram contabilizadas no sistema, mediante confirmação dos exames. A alta de mortes tem chamado a atenção e se confronta com a expectativa de uma retomada das atividades na cidade durante a pandemia.

Entre maio e junho, houve um aumento de 264%. O número de pessoas com sintomas e que necessitam de cuidados hospitalares também cresceu, são 387 pacientes ao todo, cinco a mais que segunda-feira (29).

E a cidade segue com 100% de ocupação nos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Sistema Único de Saúde (SUS) municipal. Campinas gasta R$ 1,6 milhão em 1 mês com compra de leitos privados de UTI diante de lotação no SUS; entenda usos e gastos Atualizações desta terça-feira (30) Casos confirmados: 8.286 (438 a mais) Casos descartados: 13.378 (534 a mais) Casos em investigação: 579 (49 a mais) Óbitos em investigação: 24 (2 a menos) Pessoas recuperadas: 6.531 (372 a mais) Internados com Covid: 387 (5 a mais) Pessoas em isolamento domiciliar: 1.051 (40 a mais) Óbitos confirmados: 317 (21 a mais) Formas erradas e corretas de usar máscara de proteção contra o coronavírus Arte/G1 Initial plugin text Veja mais notícias da região no G1 Campinas