Além dos alagamentos, os deslizamentos de terra são ameaça aos moradores.

Recomendação é para que eles deixem as áreas mais afetadas pela chuva.

Militares resgatamde barco moradores da Vila de Kuma, província de Kumamoto Kyodo News/AP Subiu para 16 o número de mortos e para 13 os desaparecidos pelas chuvas torrenciais que atingiram o sul do Japão no sábado (4).

No balanço anterior, o país contabilizava 15 mortos e 9 desaparecidos. Os números foram atualizados neste domingo (5) pela NHK, emissora estatal.

A previsão é de mais chuva forte nesta noite. As chuvas sem precedentes de sábado na província de Kumamoto, no centro de Kyushu, desencadearam inundações e deslizamentos de terra.

O rio Kuma transbordou e o exército foi chamado para fazer o resgate de moradores ilhados. Eles tiveram que deixar as casas porque, além da enchente, há risco de novos deslizamentos de terra.

Autoridades recomendaram que mais de 90 mil pessoas deixassem suas casas nas cidades de Kumamoto e Kagoshima. Homem observa a destruição provocada pela chuva em Kumamoto Takuto Kaneko/AP Casal caminha perto de casa completamente destruída pela enxurrada em Kumamoto Kyodo News/AP